RecursosPlanosQuem SomosParceirosBlog

Mercado do E-commerce

Golpes na Black Friday: Como prevenir seu e-commerce e evitar prejuízos?

Christianne Bajon

Por: Christianne Bajon

Atualizado há 5 meses

Já sabemos que a Black Friday tem potencial para movimentar milhões de reais no e-commerce brasileiro. Mas, infelizmente, durante a data o número de golpes relacionados ao comércio eletrônico aumenta. 

Cerca de 36% dos profissionais que atuam no setor varejista reportaram um aumento nas tentativas de fraude durante a Black Friday de 2022 no Brasil. Essa constatação é parte de uma pesquisa realizada pela Adyen, uma empresa de pagamentos com sede na Holanda, e está detalhada no Relatório Varejo 2023. O estudo destaca que, à medida que o evento ganha popularidade no país, o risco de atividades fraudulentas se intensifica, podendo impactar negativamente a reputação das marcas e na saúde das empresas. 

Neste conteúdo separamos algumas informações essenciais sobre o assunto, com uma lista de golpes mais aplicados durante a Black Friday e também formas de prevenir seu comércio eletrônico de surpresas desagradáveis durante a data. Confira!

Golpes mais comuns contra e-commerces durante a Black Friday

Antes de falarmos sobre como prevenir seu e-commerce de golpes durante a Black Friday, é importante conhecer quais são os mais frequentes. A seguir você encontrará uma lista com alguns dos principais. 

Golpe com cartão de crédito

Este tipo de fraude implica no uso não autorizado de dados de cartão de crédito para efetuar compras fraudulentas. Medidas preventivas incluem uma verificação minuciosa dos dados do cliente, validação junto às operadoras de cartão, autenticação em duas etapas e vigilância constante.

Estorno (Chargeback)

Apesar de proteger os consumidores, o estorno pode ser explorado por pessoas mal-intencionadas, causando prejuízos aos comerciantes. Esse processo é acionado quando o titular do cartão contesta uma transação junto à instituição emitente, alegando desconhecimento da operação ou cobrança indevida. A instituição investiga a disputa e, se confirmada, reembolsa o valor ao titular do cartão.

Invasão de conta

Neste método, os fraudadores invadem contas já existentes e assumem a identidade do proprietário, usando suas informações para realizar compras fraudulentas. Esse modus operandi está se tornando mais frequente e é desafiador de detectar, pois requer a aplicação de técnicas avançadas para passar despercebido."

Sequestro de estoque

Essa é uma prática feita de má-fé por empresas que desejam gerar prejuízos financeiros para os e-commerces concorrentes durante a Black Friday.

Em resumo, esse sequestro de estoque acontece quando o fraudador faz pedidos nos sites concorrentes e seleciona o pagamento por boleto. Então, se aproveitando do prazo de vencimento do boleto, ele não realiza o pagamento e deixa os produtos fora de circulação durante alguns dias, comprometendo as vendas do e-commerce durante o período da Black Friday.

Para evitar essa situação, de acordo com a Pagar.me, uma boa solução é aceitar o Pix no seu e-commerce. Essa forma de pagamento instantâneo atende à demanda dos clientes que preferem pagar à vista e conta com a autorização da compra em cerca de 10 segundos — agilidade essa que impede a realização de fraudes como o sequestro de estoque.

Outra forma de prevenir seu e-commerce desse golpe é limitar a quantidade de produtos por login. 

Mensagens falsas

Essas mensagens também são conhecidas como phishing e consistem em um golpe que tem como foco os consumidores. Os fraudadores têm por objetivo conseguir os dados sensíveis dos clientes do seu e-commerce para usá-los em golpes futuros.

Para conseguir o que desejam, os golpistas se passam pela empresa para pedir os dados e concluir o cadastro, fornecendo um link de contato, forjando um site fake de uma grande empresa, entre outras táticas.

Infelizmente, esse golpe tem ficado cada vez mais refinado, sendo realmente difícil distinguir o que é fraude. Então, é importante orientar os seus clientes quanto aos canais de comunicação usados pela sua marca e sua abordagem.

Isso porque o seu e-commerce pode não apenas ter produtos comprados pelos fraudadores a partir do golpe, como ainda pode ser usado por eles para conseguir os dados dos consumidores. Então, além de prejuízo financeiro, isso pode manchar a imagem do seu negócio.

Fraude de boleto

Neste golpe, seu e-commerce pode apenas ajudar os clientes com informações. Isso porque, a partir de um vírus instalado no computador do cliente, chamado de Bolware, os golpistas conseguem alterar o código de barras do boleto no momento em que o mesmo está sendo gerado no seu site.

Fazendo isso, eles alteram a conta recebedora e, muitas vezes, até o valor do boleto. Assim, quando o cliente faz o pagamento, a quantia não chega até o e-commerce, mas sim ao golpista.

Por isso, é importante que os clientes usem antivírus e que chequem os dados do recebedor (lojista) e seus próprios dados no boleto. 

O seu e-commerce pode ajudar fornecendo essas informações de instrução aos consumidores, como medida preventiva.

Formas de prevenir golpes no seu e-commerce

Agora chegou o momento de conhecer algumas outras formas de prevenir seu e-commerce de golpes durante a Black Friday 2022.

Tenha um certificado de segurança

Para quem já é experiente pode até parecer redundante, mas é sempre importante destacar. Um passo básico para garantir a proteção de qualquer e-commerce é adquirir um certificado SSL. 

Caso você ainda não saiba o que é um certificado SSL, trata-se de uma tecnologia que assegura que todos os dados preenchidos pelo usuário no seu site sejam enviados de forma criptografada ao servidor.

Isso é muito importante para proteger os consumidores de tentativas de invasões e roubos de dados por pessoas mal-intencionadas, protegendo também o seu comércio eletrônico de possíveis problemas com segurança de dados.

Conte com um sistema antifraude

O sistema antifraude é uma ferramenta indispensável para automatizar a análise de risco dos pedidos feitos no seu e-commerce e reduzir os seus prejuízos com fraudes e golpes.

Esses sistemas usam mecanismos de Inteligência Artificial para realizar análises detalhadas dos comportamentos de compra dos usuários e identificar possíveis ações fraudulentas no seu comércio eletrônico. 

Para saber mais sobre o assunto, confira um conteúdo bem interessante sobre antifraude no e-commerce.

Entenda os padrões de compra dos clientes

Mesmo contando com as análises automáticas de um sistema antifraude, é importante entender o comportamento de compra dos seus clientes para que você possa tomar decisões mais assertivas no caso de transações suspeitas.

Esse procedimento chama-se análise manual de fraude. Nesse caso, a própria equipe do e-commerce analisa os dados dos clientes para aprovar a transação, após a análise automática do antifraude.

Para absorver uma análise de fraude manual na sua operação, é preciso conhecer o seu público-consumidor: região do país, idade, tempo de navegação, ticket médio dos pedidos, formas de pagamento preferidas, entre outros.

Como a PlanD pode te ajudar a evitar fraudes no e-commerce

Em relação ao acompanhamento de dados para evitar fraudes, a PlanD pode contribuir, e muito, monitorando a evolução de determinados indicadores para o gestor entender se estão saindo muito fora do padrão.

A PlanD pode ajudar, por exemplo, na prevenção do sequestro de estoque, onde a solução filtra as formas de pagamento e mostra os pedidos que estão aguardando pagamento x pedidos pagos. Isso facilita a análise de comportamentos atípicos que podem sinalizar fraude, como uma alta concentração de boletos não pagos, dessa forma é possível se antecipar na tomada de decisões para minimizar eventuais prejuízos.

Faça o teste GRÁTIS agora mesmo e veja como nossos dashboards, gráficos e análises podem impulsionar seu e-commerce!

Agora que você já está ciente sobre os principais golpes que podem ocorrer contra e-commerces, poderá se prevenir e conduzir o seu negócio de forma mais atenta e com foco no que importa - que é vender mais e melhor nessa Black Friday!

Veja como a PlanD pode aumentar os resultados do seu e‑commerce

Teste grátis por 7 dias. Não é necessário cartão de crédito